Rua Bela Flor, 211 | Vila Mariana | 04128-050

São Paulo - SP | Tel 11  5585-8084

Pelo terceiro ano consecutivo, Lwart Lubrificantes é destaque do Guia EXAME Sustentabilidade

Manoel Browne, diretor de RI, Sustentabilidade e Júridico da Lwart Lubrificantes / Divulgação

 

A Lwart Lubrificantes está entre as empresas mais sustentáveis do País pelo terceiro ano consecutivo. A edição 2019 do Guia EXAME Sustentabilidade, publicado no mês de novembro, colocou a empresa de Lençóis Paulista (SP) - líder na América Latina na coleta e rerrefino de óleo lubrificante usado (OLUC) - entre os destaques no setor Químico, dando ênfase à atividade de logística reversa realizada em mais de 4 mil municípios em todo o país e à sensibilização do público sobre a importância desta atividade.

 

Assim, a Lwart Lubrificantes permanece em um grupo seleto de 77 empresas selecionadas - entre 210 participantes – em diversos setores da economia, como Agronegócio, Autoindústria, Bens de Capital, Bens de Consumo, Energia e Químico, entre outros. Em sua 20ª edição, oito de cada dez empresas destacadas são guiadas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, e como eles impactam em seus negócios. A Lwart Lubrificantes é uma delas.

 

O levantamento mostra como as organizações estão avançando na aplicação das metas para o desenvolvimento sustentável aliando economia com preservação, além de iniciativas para combater as mudanças climáticas e o fortalecimento de uma nova economia de baixo carbono e uso de fontes renováveis.

 

Um dos mais importantes levantamentos de práticas de responsabilidade corporativa do Brasil, o GUIA EXAME Sustentabilidade tem a metodologia estabelecida pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (GVces). A Lwart Lubrificantes obteve destaque em indicadores relacionados à gestão da biodiversidade e relação com os clientes, que ressalta o compromisso e o esforço da empresa em ampliar a conscientização sobre os benefícios econômicos e ambientais decorrentes da adequada destinação do óleo lubrificante usado para o rerrefino, que é o processo de transformação do “lixo” em um produto que pode ser utilizado novamente inúmeras vezes na mesma cadeia produtiva.

 

O Diretor de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Lwart, Manoel Browne, ressalta a evolução da empresa na jornada de participação do Guia EXAME. “Desde o primeiro momento, entendemos a importância de participar de uma publicação que é uma referência de boas práticas e nos dá um estimulo a melhorar o desempenho a cada edição. Mais do que isso, o resultado reflete o compromisso da nossa empresa com o meio ambiente, as pessoas e a promoção do crescimento econômico responsável”, analisa.

 

Quando o óleo lubrificante usado vira óleo novo

 

A Lwart Lubrificantes opera com 350 caminhões e 400 motoristas próprios, que coletam o óleo por todo o Brasil. É a logística reversa dos resíduos. Esse material é levado aos 16 Centros de Coleta da empresa e, após armazenamento temporário, é transportado até a indústria de rerrefino (reciclagem) em Lençóis Paulista (SP). A empresa emite, ainda, a seus fornecedores, um Certificado de Coleta, um documento ambiental com a chancela da ANP – Agência Nacional do Petróleo, que serve de garantia de que o óleo terá um transporte com segurança e passará pelo processo de rerrefino antes de novo consumo.

 

Por ano, são processados na Lwart mais de 150 milhões de litros de óleo lubrificante recolhidos de carros, caminhões e máquinas, que são transformados em óleo novo de novo com qualidade tal qual a do primeiro refino do petróleo. E olhando para o setor como um todo, conjuntamente, tem sido realizado a logística reversa de mais de 450 milhões de litros de óleo usado por ano. O setor alcança a marca de 70% de assertividade de todo volume disponível. É um sistema bem estruturado e que contribui para o saneamento ambiental e a economia com o abastecimento de derivados de petróleo.

 

Buscando agregar mais valor ao processo de rerrefino – inclusive financeiro – a Lwart Lubrificantes atua de diversas formas para reduzir o impacto ambiental de sua atividade em prol do planeta: por meio de boas práticas junto aos fornecedores, empregando tecnologia nas sobras do processo para agregar mais valor aos subprodutos e eliminando totalmente a destinação para aterros industriais. Como exemplo, de cada 100 litros de óleo lubrificante usado, 72 viram óleo mineral básico GII, 8 de frações de óleo leve, comumente utilizada em transformadores de energia e na agricultura, 9 são água, que é tratada com rigor e devolvida à natureza e os outros 11 são subprodutos, que servem de matéria prima para impermeabilização asfáltica em outras indústrias.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Matéria de capa: um novo mundo para o varejo

05/12/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS 

NOTÍCIAS

Please reload